A Volvo do Brasil vivenciou o melhor ano de sua história, associada ao mercado de caminhões pesados, segundo Wilson Lirmann, presidente no grupo na América Latina. A afirmação foi feita durante coletiva de imprensa, realizada hoje(5), em São Paulo, com o propósito de apresentar os resultados da empresa em 2019 e as perspectivas para 2020.

Ainda mais, siga-nos no Instagram e fique informado sobre tudo que acontece no setor de transportes

A marca sueca encerrou o ano com um total de 14,5 mil caminhões licenciados no mercado interno, volume que representa uma evolução de 58% frente às 9 mil unidades registradas no período anterior. Foi o maior crescimento entre todos os players que disputam esse mercado, em um ano em que a indústria avançou 48% na média.

Em consequência do fato, a Volvo retomou o topo do pódio dos pesados, com 28% de participação, perdido para a Mercedes-Benz no ano passado. Um outro feito da marca foi a liderança conquistada pelo modelo FH 540 6×4 que, pelo segundo ano seguido, foi o caminhão mais vendido em seu segmento e, ainda, em todo mercado brasileiro.

Volvo lidera nos pesados e o FH 540 6×4 é o Caminhão do Ano

Para Alcides Cavalcanti, diretor comercial de caminhões Volvo no Brasil, a retomada da liderança no mercado de pesados representa uma dupla conquista. “O resultado permitiu que o Brasil se tornasse o segundo maior mercado da Volvo no mundo. E, ainda, ganhasse mais participação de mercado”, comentou o executivo. O prestígio do FH 540 6×4 junto aos transportadores brasileiros também foi comemorado por Cavalcanti, que atribui o sucesso do modelo a seus inúmeros atributos.

“O FH 540 é reconhecido por sua robustez, alta disponibilidade, tecnologia de ponta, além do maior valor de revenda”, ressalta o diretor, ao lembrar que “a linha 2020 ganhou inúmeras melhorias que tornaram o veículo até 10% mais econômico, reconhecido pelos clientes.

Avanço nos semipesados

Outro destaque da marca no mercado de caminhões foi o avanço no segmento de semipesados.  A Volvo emplacou um total de 2.339 veículos dessa categoria de peso, 55% a mais que o ano anterior. Com isso, a participação de mercado avançou de 8% para 10% no biênio 2018-2019.

O mesmo se deu no mercado de ônibus, que respondeu pela compra de 744 chassis da marca no país, sendo 389 da versão rodoviária (62% de crescimento) e 355 na configuração urbana (87% de evolução”. “Em termos percentuais nenhuma outra marca cresceu como nós”, comemora Fabiano Todeschini, presidente da Volvo Buses Latin America.

As exportações também apresentaram bons resultados, apenas do recuo das vendas para a Argentina. Mesmo assim, a Volvo enviou 1.179 caminhões para aquele país, que garantiram mais 5% de share. A empresa registrou ainda um bom desempenho no Peru e no Chile.

Da mesma forma, a venda de peças através do comércio eletrônico mostrou avanços significativos, com volume de vendas três vezes superior ao ano retrasado. Outro número que foi comemorado foi o aumento de veículos conectados, que alcançou a marca de 58 veículos em toda a América Latina.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here