De acordo com diretor jurídico da Portos do Paraná, Marcus Freitas, o porto de Paranaguá deve ter recorde de movimentação de cargas em março.

O Corredor de Exportação do Porto de Paranaguá fechou 2019 com mais um recorde na movimentação dos granéis sólidos. No ano, os dez terminais que compõem o complexo exportaram mais de 20,23 milhões de toneladas de soja e milho, em grão e farelo. Dessa forma, o volume alcançado registra uma marca histórica. Anteriormente, a melhor marca era de 19,76 milhões de toneladas.

“A movimentação e a produtividade alcançadas nos três berços do Corredor de Exportação é resultado de um trabalho muito focado e alinhado entre a autoridade portuária e os terminais que atuam no complexo”, comenta o presidente da empresa pública Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia.

Ainda mais, siga-nos no Instagram e fique informado sobre tudo que acontece no setor de transportes

De acordo com Garcia, não houve obras de reestruturação do local. No entanto, o esforço foi em reorganizar o fluxo e alinhar as regras. Além disso, atuar com o máximo de eficiência conjunta entre a equipe da Diretoria de Operações da Portos do Paraná e a dos operadores.

“Em 2020, já entramos o ano com a expectativa das obras de repotenciamento do Corredor de Exportação”, diz Garcia. Segundo ele, está sendo finalizada a contratação da empresa que fará o projeto básico da remodelação que vai dobrar a capacidade operacional, com investimentos em novas correias transportadoras e a aquisição de novos equipamentos eletromecânicos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here