empresas do setor, enviou uma carta ao Ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas, solicitando a suspensão, em caráter

FreteBras, plataforma online de transporte de cargas, juntamente com outras 500 empresas do setor, enviou uma carta ao Ministro da Infraestrutura Tarcísio Gomes de Freitas, solicitando a suspensão, em caráter excepcional, da cobrança de pedágios aos Transportadores Autônomos de Carga (TACs) e às Empresas de Transporte Rodoviário de Cargas (ETCs) nas rodovias federais sob sua jurisdição pelo prazo de noventa dias.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

Sendo assim, a ideia é garantir melhores condições aos caminhoneiros em atividade neste período de quarentena. De acordo com o texto enviado, as medidas devem contribuir para a redução de custos incorridos pelos transportadores, uma vez que o valor gasto com pedágio pode representar até 45% do valor do frete em determinadas rotas.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

Segundo Bruno Hacad, Diretor de Operações da FreteBras, muitos motoristas não estão trabalhando. “Apesar das medidas que já foram tomadas, estamos vendo uma queda considerável na quantidade de motoristas disponíveis em função da pandemia de Covid-19. Sabemos que não está sendo um período fácil para quem trabalha nas estradas. Nosso objetivo é contribuir para que estes profissionais tão fundamentais possam voltar a circular, garantindo o abastecimento de mercadorias no Brasil”.

No entanto, a ideia divide o setor, já que parte acredita que o pagamento do pedágio é fundamental para o usuário. Portanto, os caminhoneiros seriam prejudicados com a falta desse recurso na manutenção das estradas. Recentemente, a CNT (Confederação Nacional do Transporte) se manifestou contra a suspensão do pagamento.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here