A alta dos combustíveis tem sido um problema para o comércio brasileiro em função do frete para entrega de produtos. Companhias da cadeia de distribuição

De acordo com a Câmara Brasileira de Economia Digital (Camara-e.net), em abril o país registrou um aumento de 17,74% nas vendas através do comércio eletrônico em comparação com os resultados registrados no mesmo mês em 2020. Os dados pertencem ao índice MCC-ENET, desenvolvido pela Neotrust | Movimento Compre & Confie em parceria com o Comitê de Métricas da Câmara-e.net.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

Imagem: Divulgação/MCC-ENET

 

No entanto, apesar dos resultados positivos ano a ano, o mês de abril foi marcado por uma retração de 6,43% em relação a março. De acordo com o secretário executivo da Camara-e.net, Felipe Brandão, as compras online continuam sendo a solução para muitos brasileiros durante a pandemia e passam por uma ampliação nas vendas de categorias como produtos de necessárias diárias, bem como por uma entrada de novos consumidores no varejo digital — no acumulado de 2021 até agora, as vendas totais aumentaram em 13,97%.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

As categorias mais procuradas pelos consumidores

  • Materiais para escritório, informática e comunicação – 43,1%’;
  • Móveis e eletrodomésticos – 26,9%;
  • Tecidos, vestuários e calçados – 10,4%
  • Artigos farmacêuticos, médicos, ortopédicos, de perfumaria e cosméticos – 7,4%
  • Outros artigos de uso pessoal e doméstico – 6,2%
  • Hipermercados, supermercados, produtos alimentícios, bebidas e fumo – 3,5%
  • Livros, jornais, revistas e papelaria – 2,5%
Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here