De acordo com o ministro da Economia, Paulo Guedes, o Governo deve anunciar hoje, 21, a privatização dos correios.

De acordo com o ministro da Economia, Paulo Guedes, o Governo deve anunciar hoje, 21, a privatização dos correios. Juntamente com outras 17, a empresa faz parte de uma lista de estatais a serem privatizadas em 2019.

O Ministério da economia embasou, em relatório,a privatização com uma série de argumentos. Dentre eles, estão: Corrupção, Interferências políticas na empresa, ineficiência do serviço e greves constantes. Além disso, o estudo do ministério aponta uma perda de mercado para empresas privadas no transporte de e-commerce.

Anteriormente, o presidente Jair Bolsonaro demitiu o antigo presidente da estatal, em razão do mesmo ser contra a privatização. Portanto, em junho deste ano Floriano Peixoto se tornou presidente.

Nos estudos para a venda da estatal, o Ministério da Economia aponta o rombo de R$ 11 bilhões no fundo de pensão dos funcionários, o Postalis. Além disso, o Postal Saúde, o plano que atende aos funcionários, tem um rombo de R$ 3,9 bilhões.

Segundo o estudo, os Correios são uma “vaca indo para o brejo”. Com isso, o documento aponta “um risco fiscal de R$ 21 bilhões”

Vale ressaltar, que em junho deste ano, o Supremo Tribunal Federal (STF) decidiu que o governo federal não pode vender estatais sem aval do Congresso. Além disso, deve haver uma licitação quando a transação implicar perda de controle acionário.

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here