A CCR Rodonorte fechou acordo com a força-tarefa da Lava Jato e terá que pagar R$ 750 milhões de reais. O grupo reconheceu que recebeu propina para ter benefícios na disputa pelo sistema de rodovias de quase 500km.

O valor será dividido em 3 partes. Uma multa, prevista na lei de Improbidade, será aplicada no valor de R$ 35 milhões. Outro destino para a multa é a aplicação em obras nas estradas, no valor de R$ 365 milhões. E por fim, R$ 350 milhões serão refletidos diretamente no bolso da população, já que serão aplicados através da diminuição dos pedágios por pelo menos 12 meses.

Os procuradores comemoram o fato do termo de leniência ser um dos maiores em valores desde o início da Operação Lava Jato, e do resultado refletir diretamente em benefícios para o cidadão. “Pela primeira vez na história da questão do pedágio no Paraná caminha por uma resolução efetiva com redução tarifária substancial e a realização das obras originalmente pactuadas. Infelizmente, em 20 anos de vigência de seus contratos não houve vontade política real de resolver o problema em virtude da corrupção sistêmica que contaminou essas avenças”, diz o procurador Diogo Castor de Mattos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here