O Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo acaba de adquirir 40 novos caminhões Constellation 17.280. A compra foi realizada através de uma licitação

O Corpo de Bombeiros do Estado de São Paulo acaba de adquirir 40 novos caminhões Constellation 17.280. A compra foi realizada através de uma licitação conquistada pela Dibracam, concessionária VW Caminhões e Ônibus com sede em Santo André. Com isso, os veículos reforçam a frota de salvamento e combate de incêndios e serão divididos entre municípios de São Paulo.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

“É motivo de grande orgulho ver em operação mais um lote de caminhões Volkswagen desenhados sob medida para o Corpo de Bombeiros, dessa vez de São Paulo.  A VWCO está sempre procurando por inovações para desenvolver veículos na configuração ideal para cada aplicação e cliente. Assim, entregando segurança, eficiência e expressiva redução de custo operacional”, comenta Ricardo Alouche, vice-presidente de Vendas, Marketing e Pós-Vendas da montadora.

De série, os Constellation 17.280 contam com motor MAN D08, que entrega potência máxima de 277 cv e torque de 1.050 Nm. O propulsor tem tecnologia EGR para controle de emissões, dispensando o uso de Arla 32. Além disso, para o combate aos incêndios, os caminhões receberam o implemento denominado auto tanque bomba, capaz de armazenar 12 mil litros de água e bomba com capacidade de 500 galões (1.900 litros) por minuto.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

Cliente satisfeito

”Os veículos têm demonstrado uma grande eficiência, principalmente nos quesitos desempenho, segurança, facilidade de manutenção e minimização do tempo e custos necessários para as manutenções”, afirma o Tenente Coronel Wagner Giurni Gomes, Chefe do Centro de Suprimento e Manutenção do Material Operacional de Bombeiros de São Paulo.

“Além disso os caminhões tem nos proporcionado menor tempo de resposta para os deslocamentos nas ocorrências operacionais, em função da melhora da performance da viatura, e a diminuição do estresse e fadiga dos motoristas durante essa movimentação para o atendimento das emergências que resulta a maior segurança para o nosso trabalho”.

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here