No embalo do crescimento do segmento de construção civil, a Volvo decidiu agregar um novo produto ao portfólio da linha VM, voltado para esse mercado.
itocornelsen.com

No embalo do crescimento do segmento de construção civil, a Volvo decidiu agregar um novo produto ao portfólio da linha VM, voltado para esse mercado. A montadora curitibana apresentou o novo Volvo VM Light Mixer, equipado com um novo balão desenvolvido pela Liebherr, que promete uma redução de peso da ordem de 2.500 kg no conjunto caminhão+implemento, o equivalente a 1m3 de concreto.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

“Já tínhamos um produto de referência em betoneiras e fomos consultados por concreteiras para fazer um caminhão ainda mais leve. Por isso desenvolvemos essa nova versão do Volvo VM, que permite transportar mais carga útil”, afirma Clóvis Lopes, gerente comercial de caminhões da Volvo.

De fato, o VM Light Mixer agrega importantes melhorias em relação à versão 8×4 da família, que serviu de inspiração para o modelo. Além do uso do aço LNE60, produzido com ligas especiais mais leves e resistentes, o novo VM se livrou de “penduricalhos” que não colaboravam para o incremento da operação, mas apenas como peso morto. É o caso do banco do passageiro para dois ocupantes e a oferta de rodas de alumínio que, a partir de agora, passam a ser opcionais.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

Outro diferencial do VM Light Mixer é o 2º eixo direcional dianteiro, também otimizado para um menor peso e que pode ser equipado ainda com sistema suspensor. “Projetamos um eixo direcional de verdade, que diminui o arraste dos pneus e permite manobras em raios curtos, comuns em canteiros de obra”, explica Jeseniel Valério, gerente de engenharia de vendas de caminhões da marca. Acrescente-se isso uma cabine otimizada, na configuração curta. E a adoção de novos para-choques de aço e uma transmissão manual de nove velocidades, ainda mais leves, garante a empresa.

Entre-eixo

Para garantir a melhor distribuição de peso na betoneira, a Engenharia da Volvo optou pela distância de 4.550mm de entre-eixos no modelo. Apesar do entre-eixo mais curto, o caminhão vem equipado com dois tanques de combustível de 200 litros cada, junto com o reservatório de Arla32 com capacidade de 50 litros, suficientes para rodar um dia sem abastecimento, garante a fabricante. O veículo também conta com suspensões traseiras com mola parabólicas, que garantem mais leveza ao conjunto, sem perder a robustez.

Já o balão que equipa o novo VM Light Mixer ganhou inúmeros aperfeiçoamentos, com o objetivo de reduzir a tara do implemento.  O novo tambor passou a ser confeccionado em aço especial mais leve e que oferece a mesma vida útil em relação aos modelos convencionais. O mesmo acontece com o tanque de água de 300 litros que teve redução de peso, junto com a nova base traseira. A calha plástica de 700mm ficou ainda mais leve, aliado ao novo para-choque traseiro. Para completar, a Liebherr decidiu eliminar o suporte do estepe, que não é obrigatório para o segmento de betoneiras. O mesmo acontece com o protetor lateral, ítem dispensável em caminhões 8×4 com entre-eixo curto. E, por último, o cesto corpo de prova que deixou de ser oferecido no novo modelo HTM Lightweight da fabricante.

Em relação ao preço de lançamento, o diretor de caminhões da Volvo, Alcides Cavalcanti, informa que o novo VM Light Mixer será oferecido por R$ 385 mil, sem o implemento, é claro.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here