A VLI e a COPI firmam parceria para desenvolver uma nova estrutura logística para a criação de um novo ramal ferroviário.

A VLI e a Companhia Operador Portuária do Itaqui (COPI) firmam parceria para desenvolver uma nova estrutura logística para a criação de um novo ramal ferroviário. O objetivo é atender à demanda do setor produtivo agricultor por insumos fertilizantes no Norte do país.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

Para isso, o ramal se conectará à malha do Corredor Centro-Norte e será interligado ao Terminal da Copi no Porto de Itaqui (MA). Desse modo, os insumos serão carregados e transportados por quase mil quilômetros até o novo terminal intermodal que será construído em Palmeirante, no Tocantins.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

O investimento será de, aproximadamente, R$ 200 milhões e as obras terão início em agosto. Assim, a capacidade inicial de movimentação será 1,5 milhão de toneladas ao ano. O início das operações está previsto para o segundo semestre de 2022.

Estrutura

A nova estrutura permitirá a movimentação de fertilizantes importados pelo  Terminal Portuário Copi no Porto do Itaqui pelo modal ferroviário. A conexão se dará via porto pela Estrada de Ferro Carajás e Ferrovia Norte-Sul, até o novo terminal que será construído e operado pela Copi em Palmeirante.

O projeto prevê uma linha ferroviária para até 80 vagões e moega para descarga de dois vagões. Além disso, os fertilizantes serão descarregados e transportados em esteiras mecanizadas para um novo armazém com capacidade estática de 60 mil toneladas. Após isso, o produto poderá ser expedido a granel ou em big bags em caminhões.

Os insumos atenderão produtores dos estados do Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Goiás, Bahia e Piauí, além de Tocantins, Maranhão e do Distrito Federal. O investimento também favorece o ingresso de novas indústrias misturadoras de fertilizantes no Arco Norte. Durante as obras, está prevista a geração de até 450 empregos e 250 postos de trabalho, diretos e indiretos, no terminal.

Fonte: Portos e Navios

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here