As vendas do Natal 2020 devem ter uma alta de 3,4% em comparação com o de 2019, de acordo com a Confederação Nacional do Comércio de Bens,

De acordo com dados do IBGE, o mês de agosto fechou com um crescimento de 0,1% nas vendas do comércio varejista. Dessa forma, o índice aponta crescimento pelo terceiro mês seguido. Ao todo, nos três últimos meses registrou-se um aumento de 1,2%.

“Com isso, a evolução do índice de média móvel trimestral para o varejo mostrou, no trimestre encerrado em agosto (0,4%), mesmo ritmo de vendas do trimestre encerrado em julho (0,4%)”, informou o IBGE.

Os indicadores econômicos mostram que a recuperação da economia segue em ritmo lento. No entanto, a expectativa é de relativa melhora neste 2º semestre, em meio a um cenário de juros em queda, maior geração de postos de trabalho, ainda que puxada pela informalidade, e melhora da confiança após a aprovação final da reforma da Previdência.

O Índice de Confiança do Empresário do Comércio, medido pela Confederação Nacional do Comércio (CNC), atingiu em outubro o maior patamar em 5 meses. O comércio aposta que a liberação dos saques das contas do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) e do Fundo PIS-Pasep ajudará a acelerar o consumo nestes últimos meses do ano. A CNC estima que R$ 13,1 bilhões (44% do total previsto a ser injetado na economia) será destinado para gastos no comércio e consumo de serviços.

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here