De acordo com dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores divulgados nesta sexta-feira, 2 de outubro, o número de emplacamentos

As vendas de caminhões novos no Brasil em maio foram 21,13% maiores em relação ao mês de abril, de acordo com dados divulgados pela Fenabrave, federação que reúne as associações de concessionárias de veículos do País.

No mês passado foram emplacadas 4.736 unidades, ante 3.910 registradas em abril. Entretanto, no acumulado do ano há registro de queda de 26,09%. Em números absolutos, nos cinco primeiros meses do ano foram vendidos 28.870 caminhões, enquanto que de janeiro a maio de 2019 foram emplacados 39.061 caminhões.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

No ranking por marca, a Mercedes-Benz liderou as vendas de caminhões no acumulado de 2020 até agora. A montadora alemã obteve 33,17% de participação de mercado. O segundo lugar ficou com a Volkswagen, com 25,32%. Depois vêm Volvo (19,11%), Scania (9,33%), Iveco (4,59%), DAF (4,38%) e MAN (2,41%).

A Ford, que encerrou a produção da fábrica de São Bernardo do Campo (SP), em outubro do ano passado, somou 378 vendas em fevereiro. Com isso, ficou na oitava posição, com 1,31% do mercado.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

Por segmento, os pesados mantém a liderança das vendas, com 48,10% de participação. Em seguida vêm os semi-pesados (26,78%), leves (10,57%), médios (8,43%) e semi-leves (5,05%).

A linha FH da Volvo é a mais representativa em vendas. A fabricante de origem sueca possui dois modelos na lista dos dez mais. No total, somou 3.498 emplacamentos. A MAN com o TGX 28.440 aparece pela primeira vez em anos na lista dos dez mais vendidos. O modelo aparece na décima posição com 378 unidades emplacadas no acumulado do ano.

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here