De acordo com dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores divulgados hoje, 4, a venda de veículos aumentou 6,73% em abril.

De acordo com dados da Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores divulgados hoje, 4, a venda de veículos aumentou 6,73% em abril. Os dados consideram o número de emplacamentos de todos os segmentos automotivos (automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros).

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

O setor totalizou 288.098 unidades comercializadas, contra 269.927, registradas em março/2021 (23 dias úteis). Assim, esse saldo positivo pode ser atribuído ao desempenho de vendas de motocicletas, que cresceram 52,03%, em abril.

“Havia um represamento de demanda, no segmento de motos, que pôde ser atendido com o aumento da produção, e isso provocou uma certa distorção, pois notamos que a maior parte dos segmentos ainda sofre queda nas vendas, pela escassez na oferta de produtos, provocada pela falta de componentes e insumos na indústria e, também, em função dos períodos de fechamento dos showrooms das Concessionárias, durante os feriados estendidos, em São Paulo, e demais decretos de restrição do comércio, em outros estados”, analisa o Presidente da FENABRAVE, Alarico Assumpção Júnior, que alerta: “Se desconsiderarmos os resultados de motocicletas, o setor, no geral, teria sofrido uma queda de 6,86%, em abril sobre março/2021”.

Na comparação entre os meses de abril de 2021 e 2020 houve crescimento de 221,29%. “Devemos considerar que abril do ano passado foi o pior momento da pandemia, quando apenas 89.668 veículos foram comercializados. Naquela oportunidade, muitas concessionárias estavam com seus showrooms fechados, por decretos estaduais e municipais, e as redes de concessionárias estavam se adaptando às vendas não presenciais, que hoje ocorrem com mais normalidade”, esclarece Assumpção Júnior.

Comerciais leves e automóveis

Os segmentos de Automóveis e Comerciais Leves apresentaram queda de 7,45% em abril de 2021 (163.902 unidades emplacadas), se comparados com março/2021 (177.097 unidades).

No entanto, com relação a abril de 2020, houve crescimento de 219,22% e, na comparação entre o 1º. quadrimestre de 2020 e 2021, o acumulado deste ano apresentou crescimento de 13,34% sobre o do ano passado.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

Os estoques seguem restritos à média de 14 dias de vendas, ou seja, metade do volume considerado normal, pelas Concessionárias. No ranking histórico, o mês de abril de 2021 está na 13ª posição e, no acumulado do ano, na 11ª colocação.

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here