O projeto de lei 4841/2020, do Deputado Federal Chiquinho Brazão (AVANTE/RJ), pretende facilitar a troca e compra de caminhões novos para caminhoneiros autônomos.

O mercado de caminhões já pode comemorar os bons resultados de 2019. De acordo com o último levantamento da Fenabrave (Federação Nacional de Distribuição de Veículos Automotores), com base no Renavam, o segmento encerrou o ano com alta de 33,12% no volume de emplacamentos, na comparação com o ano anterior. No acumulado, foram licenciados 101,7 mil unidades, ante 76.426 veículos contabilizados em 2018.

O mesmo se deu no segmento de chassis de ônibus, que saltou de 19.572 veículos para 27.193 unidades no comparativo do biênio, o que traduz uma evolução de 38,94%.

Já os automóveis e comerciais leves, que representam mais de 90% do mercado, registraram 2,65 milhões de emplacamentos no ano. O dado equivale a uma alta de 7,65% frente ao números de 2018.

Com isso, o mercado brasileiro de veículos de passeio e comerciais totalizou 2,787 milhões de unidades emplacadas; uma expansão de 8,65% em relação às 2,566 milhões de unidades licenciadas no ano retrasado.

Mês de dezembro mantém crescimento

As vendas de caminhões cresceram 9,55% em dezembro de 2019, em comparação com mesmo mês de 2018. No entanto, os 8,3 mil caminhões emplacados registraram uma queda de 9,10% em relação ao mês de novembro.

Ainda mais, siga-nos no Instagram e fique informado sobre tudo que acontece no setor de transportes

Quanto aos ônibus, 2,4 mil unidades novas foram registradas no mês, alta de 18,10% na comparação anual e de 9,20% em novembro. Entre os comerciais leves, as vendas somaram 251,9 mil unidades no último mês do ano passado. Fato que mostra uma escalada de 12,07% na comparação anual e de 9,12% frente a novembro.

 

 

Compartilhe nas redes sociais

2 COMENTÁRIOS

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here