De acordo com levantamento da plataforma FreteBras, a demanda de cargas caiu 23% para os autônomos depois da tabela. O estudo

De acordo com divulgado pelo IBGE, o volume do setor de serviços caiu 0,1% em novembro, na comparação com outubro. É o primeiro resultado negativo depois de dois meses de alta seguidos.

Segundo o analista, Rodrigo Lobo, o resultado é normal em decorrência dos últimos meses. “É uma acomodação dos últimos dois resultados. Tivemos setembro com alta de 1,5% e outubro com alta de 0,8%, acumulando 2,2% no período. Se analisamos de julho a novembro, o volume de serviços cresceu 2,9%”.

Ainda mais, siga-nos no Instagram e fique informado sobre tudo que acontece no setor de transportes

Setor de transportes pesou para o resultado

De outubro para novembro, houve quedas em três das cinco atividades, com destaque para o recuo dos serviços prestados às famílias (-1,5%) e do segmento de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (-0,7%).

“A perda de fôlego é explicada pelo recuo no setor de transportes, pressionado, principalmente, pelo transporte rodoviário de cargas, que é ligado à indústria, um setor que está tendo dificuldade. Então se há uma perda de ritmo na indústria, isso acaba impactando o transporte rodoviário de cargas”, afirmou Lobo.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here