Nesta segunda-feira, 01 de junho, com a publicação do decreto municipal que prevê a retomada gradual de alguns setores da economia

Nesta segunda-feira, 01 de junho, com a publicação do decreto municipal que prevê a retomada gradual de alguns setores da economia na capital paraense, o sistema de transporte público que atende Belém também começou a passar por ajustes. Dessa forma, se adequando ao fim do lockdown na cidade.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

Desde o início da pandemia a frota veio sendo reduzida para se adaptar à queda significativa no número de passageiros. Sendo assim, a cidade buscou manter a mínima viabilidade econômica das empresas prestadoras do serviço e desestimular a circulação de pessoas em especial a áreas como Mosqueiro e Outeiro, antes do lockdown a frota chegou a reduzir em 50%, e no lockdown baixou a 40%.

Já com o fim do lockdown a determinação da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana de Belém (SeMOB) foi para que as empresas voltassem a ter como base os 50% da frota para observar como se comportaria a demanda. Na primeira segunda-feira pós-lockdown, por exemplo, essa frota de 50% ganhou um incremento de 5% em determinados horários, para atender a demanda. Já nesta segunda-feira, a frota subiu para 65%.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

Além do aumento da oferta de ônibus, com a retomada gradual de setores da economia a SeMOB iniciou algumas mudanças na dinâmica do transporte público. Uma delas é uma ampliação do horário de pico das linhas, que passa a atender ao novo horário do setor de comércio de 9h às 17h como determina o decreto municipal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here