A solicitação de autorização especial de trânsito (AET) do DAER/RS, passa a ser on-line. Com isso, os processos administrativos serão eliminados

Após mais um reajuste nos valores do diesel, transportadoras do oeste do Paraná estão preocupadas com o cenário do transporte brasileiro. De acordo com o presidente do Sindicato das Empresas de Transporte de Cargas e Logística do Oeste do Paraná (SINTROPAR), Antonio Ruyz, o diesel é parte vital para as atividades das transportadoras, sendo responsável por cerca de 50% do faturamento das operações.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

“Como [o diesel] é o nosso principal elemento de trabalho hoje, qualquer aumento impacta imediatamente os transportadores paranaenses, porque é preciso abastecer diariamente os caminhões. Os custos operacionais estão elevadíssimos e seguem subindo, de modo que ele acaba se tornando um grande vilão dentro do segmento”, explica Ruyz.

Um levantamento realizado pela Confederação Nacional do Transporte (CNT) apontou que mais de 60% de tudo o que é transportado no Brasil passa pelo modal rodoviário, que possui grande importância para a economia do País. Portanto, o presidente destaca que o segmento deve se manter atento e buscar novas soluções. “Até o momento, a elevação no preço do diesel ainda não comprometeu o escoamento. No entanto, o transportador hoje não consegue mais absorver todos esses aumentos que vêm ocorrendo na cadeia de transporte, seja no óleo diesel, na mão de obra, nos pneus ou na manutenção, o que nos leva a buscar novas alternativas”, aponta.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

Segundo a apuração mais recente da ANP, os tributos federais e estaduais correspondem a aproximadamente 40,7% do preço da gasolina, por exemplo, comprometendo boa parte do valor que será praticado nos postos. Ghelere destaca que apesar de a PLP trazer um reparo para o atual cenário, a solução para o real problema é muito mais complexa.

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here