O setor de transporte registrou, em abril de 2020, retração de 21,2%, em relação a abril de 2019. Na comparação com março deste ano
O setor de transporte registrou, em abril de 2020, retração de 21,2%, em relação a abril de 2019. Na comparação com março deste ano, a queda foi de 17,8%. Dessa forma, ambos os resultados correspondem ao pior desempenho no volume de serviços prestados pelo setor de transporte, armazenagem e correio na série histórica – iniciada em fevereiro de 2011.

Os números constam da nova edição do boletim Economia em Foco, da CNT, divulgado nesta segunda-feira (29). A pesquisa utiliza dados da PMS/IBGE (Pesquisa Mensal de Serviços, do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística).

O segmento mais atingido foi o de transporte aéreo, que teve queda de 77,2%, na comparação com abril de 2019, e de 73,8%, em relação a março de 2020. O transporte terrestre também registrou seu pior desempenho e teve queda de 28,5%, em relação a abril de 2019, e de 20,6%, na comparação com março deste ano.

Ferrovias e aquaviário amenizam resultados negativos

O setor de transporte só não teve um resultado pior porque, em abril, o volume transportado nas ferrovias brasileiras cresceu. Mennsurado em Toneladas Úteis (TU), houve um aumento de 18,9%, tanto na comparação com abril de 2019 quanto em relação a março deste ano. Além disso, o aquaviário cresceu 16,3% em abril de 2020, se comparado com o mesmo período de 2019, e ficou praticamente estável (-0,1%) em relação a março de 2020.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 
De acordo com a análise da CNT, os dados da PMS de abril mostram uma realidade que já havia sido alertada nas três rodadas da Pesquisa de Impacto no Transporte – Covid-19 realizadas pela Confederação desde o início da pandemia do novo coronavírus. “A pandemia provocou retrações históricas no volume de demanda das empresas transportadoras. Assim, levando-as a operar em um nível crítico que, do ponto de vista financeiro, não se sustenta no tempo.”
Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here