Embora continuem operando, os portos brasileiros têm alterado suas rotinas devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Dessa forma, com objetivo de

Embora continuem operando, os portos brasileiros têm alterado suas rotinas devido à pandemia do novo coronavírus (Covid-19). Dessa forma, com objetivo de evitar a contaminação e proliferação do novo vírus, os portos estão tomando uma série medidas preventivas junto aos colaboradores. Por determinação do Governo Federal os portos foram considerados atividades essenciais, por isso não pararam suas atividades.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

De acordo com nota, a Companhia Docas do Rio de Janeiro (CDRJ) afirmou que o funcionamento dos portos sob sua administração, Rio de Janeiro, Itaguaí e Niterói e Angra dos Reis, está sendo priorizado para que não faltem produtos essenciais à população em razão da pandemia. No entanto, alguns cuidados estão sendo tomados para garantir a prevenção da doença.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

O primeiro passo foi a atualização do Plano de Contingência e Emergência dos Portos do Rio de Janeiro. Desde o início da pandemia que o Plano foi ativado e vem sendo atualizado para dar respostas mais padronizadas ao conjunto dos portos da Companhia. Além disso,  barreiras sanitárias como a limpeza dos portões de acesso e dos espaços coletivos foram criadas. Foram instalados ainda distribuidores de álcool em gel em lugares estratégicos dos portos.

Para evitar o contato entre os funcionários, a CDRJ determinou home office para trabalhadores que chegaram do exterior e para funcionários do grupo de risco. Além disso, foram suspensas viagens a trabalho, bem como reuniões presenciais, treinamentos e visitas técnicas. Parte dos funcionários recebeu férias antecipadas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here