A Scania reunirá lideranças empresariais e especialistas em debate sobre a sustentabilidade como resposta à crise da COVID-19, o

A Scania anunciou o início da produção local e inédita de caminhões movidos a gás, GNV (Gás Natural Veicular) e GNL (Gás Natural Liquefeito), em sua fábrica em São Bernardo do Campo (SP). Dessa forma, a montadora da seguimento a estratégia de mudança para um sistema de transporte mais sustentável

De acordo com Christopher Podgorski, Presidente e CEO da fabricante sueca, a empresa quer continuar avançando nesse propósito sustentável. “Estamos no Brasil há 63 anos, aqui temos a segunda maior Operação Industrial fora da Suécia, contando com quase 4 mil colaboradores, e um Centro de Pesquisa e Desenvolvimento que nos permite oferecer ao mercado a melhor solução de transporte e continuar avançando na jornada da sustentabilidade”.

Ainda mais, siga-nos no Instagram e fique informado sobre tudo que acontece no setor de transportes

A chegada dos caminhões a gás está incluída no plano de investimento de R$ 2.6 bilhões, compreendido entre o período de 2016 e 2020. Além disso, contempla o lançamento da Nova Geração de Caminhões da marca. “A industrialização dos veículos a gás complementa a Nova Geração de Caminhões Scania lançada em 2018. Assim, disponibilizado ao mercado com base no Sistema de Produção Global Scania”, pontua Podgorski.

“Outros R$ 1.4 bilhão serão investidos no período compreendido entre 2021 a 2024. Dessa forma, esse novo montante nos permitirá avançar ainda mais em tecnologias em direção aos combustíveis alternativos e a descarbonização do setor de transporte e logística”

A utilização de GNV ou GNL reduz em até 15% o nível de emissão de CO2 – Dióxido de Carbono. No caso do biometano, obtido a partir de resíduos orgânicos, a redução pode chegar a até 90%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here