Cidade passa a contar com 60 modelos


Cidade passa a contar com 60 modelos

A Scania realizou na sexta-feira, 20, a entrega de dez ônibus movidos a etanol para a cidade de São Paulo, cujo contrato de venda foi assinado em junho passado com a Viação Tupi, operadora de transporte público da cidade. Os novos veículos, modelo K 270 6×2 de 15 metros de comprimento, somam-se a outros 50 que rodam nas ruas da Zona Sul desde maio de 2011 pela Viação Metropolitana.

Segundo o gerente de vendas de ônibus da Scania, Wilson Pereira, a negociação com outras empresas do setor de transporte está adiantada. “A perspectiva para este novo produto é muito positiva, entretanto, uma maior demanda dependerá da autorização e liberação por parte das prefeituras.”

O executivo ressalta que o veículo é 100% nacional, com chassi e motorização produzidos na fábrica da Scania em São Bernardo do Campo, na região do ABC Paulista. Os ônibus, que serão abastecidos com etanol E95, 95% etanol e 5% de aditivo promovedor de ignição, reduzem em até 90% a emissão de material particulado com relação aos modelos tradicionais movidos a diesel, e corta em 80% gases poluentes como CO e NOx. Pereira revela que o preço do ônibus a etanol varia de 10% a 15% acima do valor de um ônibus de mesmo modelo movido a diesel.

A intenção da Scania é promover o ônibus a etanol em outras cidades do País. Para o gerente de vendas, a Petrobras poderá ser um importante mediador com o governo federal para que a tecnologia possa chegar a outros estados e municípios. Enquanto o modelo não ganha proporção nacional, terá espaço reservado,pelo menos por enquanto, no Estado vizinho, o Rio de Janeiro. O ônibus a etanol será apresentado durante o Rio +20, evento que abrigará a Conferência das Nações Unidas sobre desenvolvimento sustentável, marcada para junho deste ano na capital fluminense.

Além de São Paulo, apenas o país sede da Scania, Suécia, possui operação comercial com ônibus movidos a etanol, na cidade de Estocolmo, para a qual a montadora já forneceu 800 unidades abastecidas com etanol brasileiro.

ECOFROTA

A entrega dos ônibus a etanol faz parte do Programa Ecofrota, da Prefeitura de São Paulo, lançado em fevereiro de 2011, com o objetivo de reduzir progressivamente a utilização de combustíveis fósseis em veículos do transporte público. Presente no evento de entrega, o prefeito de São Paulo, Gilberto Kassab, informou que em 2011 os ônibus a etanol consumiram investimento de R$ 40 milhões e acrescentou que 100% da frota atual, composta por 15 mil ônibus, tem alguma intervenção do programa.

Pelos dados da prefeitura, 1,2 mil ônibus são abastecidos com B20, mistura de 20% de biodiesel de grãos com diesel mineral, o que segundo a administração da cidade, reduz em até 22% a emissão de material particulado, 13% de monóxido de carbono e 10% de hidrocarbonetos. Outros 160 ônibus estão rodando com B10, diesel comum misturado com 10% de diesel de cana-de-açúcar, enquanto o restante da frota utiliza o B5, mistura de diesel de petróleo adicionado a 5% de biodiesel.

Pelos dados da SPTrans, a Secretaria Municipal de Transportes de São Paulo e a prefeitura renovaram 80% da frota de ônibus da capital entre janeiro de 2005 e dezembro de 2011, o que corresponde pouco mais de 12 mil ônibus.

Automotive Business

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here