LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

Programas de fidelidade têm sido aliados de diversas empresas no mercado brasileiro de transporte de passageiros. De acordo com dados da Associação Brasileira das Empresas do Mercado de Fidelização (ABEMF) mostram que nem mesmo a pandemia impactou o desenvolvimento desse setor. Só no terceiro trimestre de 2020, entre julho e setembro, foram acumulados 55,2 bilhões de pontos/milhas no país, um crescimento de 31,6% na comparação com os três meses anteriores.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

Além disso, o percentual de resgates no período subiu 60%, somando 41,4 bilhões. Um bom exemplo desses números é a startup Ecobonuz. A empresa teve um incremento de 60% no número de usuários, frente a 2019, e distribuiu mais de 41 milhões de pontos – um crescimento de 57,7% na comparação com o ano anterior.

“Vivemos um cenário desafiador no setor e o fato de trabalharmos com games personalizados e alinhados ao comportamento de consumo dos usuários permitiu que a dinâmica do programa continuasse atrativa e que as trocas pudessem ajudar o orçamento das famílias, seja no pagamento de contas, nas recargas de celular e passagem ou com outros benefícios”, afirma Túlio Lessa, CEO da Ecobonuz.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

A mudança de mentalidade proposta pelo programa e os bons resultados conquistados acabaram atraindo os investimentos de novas empresas. “Encerramos o ano com importantes parcerias firmadas. Registramos um crescimento de 53% no número de empresas parceiras e, assim, ampliamos o nosso serviço para linhas de outros estados como Bahia, Rio Grande do Sul, São Paulo, Rio de Janeiro e Mato Grosso”, comemora.

 

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here