Depois de seis meses seguidos de queda por causa da pandemia do novo coronavírus, a produtividade do trabalho na indústria recuperou-se no terceiro trimestre

A produção industrial brasileira cresceu 0,8% em outubro, na comparação com setembro. De acordo com o IBGE, nesta quarta 4, o bom resultado foi puxado principalmente pelos produtos alimentícios e farmacêuticos.

Trata-se da terceira alta mensal seguida e do melhor resultado para outubro desde 2015. Na ocasião, houve avanço de 1,5%. Na comparação com outubro do ano passado, a indústria avançou 1%. No entanto, o avanço foi ligeiramente menor que em setembro (1,1%). Na ocasião, inclusive, o segmento  interrompeu 3 meses consecutivos no vermelho na comparação inter anual.

“Esse movimento de três meses seguidos de alta não era visto desde os últimos quatro meses de 2017. O que dá um pouco o tom de aumento no ritmo de produção, de uma mudança do comportamento industrial”, afirmou o gerente da pesquisa, André Macedo.

Entre os fatores que tem contribuído para uma reação da indústria está a melhora da demanda doméstica em meio a um cenário de queda da taxa básica de juros, inflação baixa, expansão do crédito e a recuperação gradual do mercado de trabalho, ainda que puxada pela informalidade, que tem elevado a massa salarial e o número de brasileiros ocupados e com alguma renda.

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here