De acordo com informações do Valor economico, o Governo pode tirar o direito de preferencia da Petrobras em leilões futuros.

A produção de petróleo do Brasil totalizou em agosto 2,989 milhões de barris por dia, alta de 18,5% na comparação anual e novo recorde mensal. Curiosamente, o recorde havia sido estipulado pelo mês de julho deste ano. Portanto, é a segunda vez seguida de quebra da marca de acordo com a Agência Nacional do Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).

Outra produto que  também atingiu produção recorde foi o gás natural. No mês de agosto foram 133,3 milhões de metros cúbicos diários, avanço de 7,4% ante a máxima anterior de julho. Além disso, o número significa uma alta de 25,3% na comparação com agosto de 2018.

Leia também: ANP faz leilão para pequenas petroleiras e arrecada R$ 22,3 mi

O avanço na produção ocorre na esteira de um recorde na extração de petróleo e gás registrado em agosto pela Petrobras, que juntamente com suas parceiras colocou em operação sete novas plataformas em operação desde 2018, informou a empresa no mês passado.

O campo de Lula, na Bacia de Santos, foi o que mais produziu petróleo, uma média de 1,026 milhão de bpd. Da mesma forma, o campo se destacou como maior produtor de gás natural (média de 43,4 milhões de metros cúbicos/dia).

A Petrobras respondeu por quase três quartos da produção de petróleo e gás do Brasil. Ao todo, a estatal teve mais de 2,8 milhões de barris de óleo equivalente por dia (boed). Enquanto a Shell produziu 469 mil boed, seguida por Petrogal, com 131 mil boed.

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here