De acordo com o GetNinjas, aplicativo de contratação de serviços da América Latina, houve um aumento de 89% na procura por serviços automotivos

De acordo com o GetNinjas, aplicativo de contratação de serviços da América Latina, houve um aumento de 89% na procura por serviços automotivos no Brasil durante a pandemia. Dessa forma, alcançando o maior pico registrado até agora, entre os dias 24 a 30 de maio, em comparação com os dias 8 a 14 de março. Portanto, período em que a Covid-19 não havia impactado diretamente o setor. O levantamento é baseado nos mais de 200 tipos de serviços oferecidos pelos 1,5 milhão de profissionais cadastrados no app.

Entre os serviços mais solicitados da categoria de Automotivos neste período, estão: auto elétrico (170,68%); funilaria automotiva (111%); higienização e polimento (68,22%); mecânica geral (23%); e insulfilm (6,67%), que apresentaram um aumento significativo.

Com o novo rodízio de veículos que foi implementado na cidade de São Paulo e que começou a valer no início de maio, houve uma diminuição de 1,5 milhão de carros nas ruas por dia, de acordo com a Companhia de Engenharia e Tráfego (CET). Com isso, muitas pessoas estão aproveitando o veículo parado na garagem para realizar reparos e consertos.

Monitoramento da pandemia

Desde o início de março, o GetNinjas tem monitorado os impactos da Covid-19 no setor de serviços autônomos. Assim, pode se constatar que a demanda por serviços de automóveis apresentou uma mudança de comportamento ao longo dos meses de março, abril e maio.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

Na segunda semana analisada, a procura por este serviço chegou a cair 38,37% entre os dias 22 a 28 de março. Assim, registrando a maior queda registrada dessa categoria. No entanto, a mudança começou a partir da nona semana, entre os dias 10 a 16 de maio. Na ocasião, os pedidos apontaram um crescimento de 63,50%. Todas as semanas são comparadas com os dias 08 a 14 de março, período em que a Covid-19 ainda não havia atingido diretamente o setor.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here