A demanda por transportes rodoviários de cargas no Brasil voltou a melhorar na última semana. Assim, atingindo o maior nível desde o final de março

A demanda por transportes rodoviários de cargas no Brasil voltou a melhorar na última semana. Assim, atingindo o maior nível desde o final de março e se aproximando dos resultados que antecederam uma queda brusca em função da pandemia de coronavírus, segundo pesquisa divulgada ontem (7), pelo Departamento de Custos Operacionais (DECOPE) da NTC&Logística.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

De acordo com a pesquisa realizada pela associação de empresas do setor, a demanda terminou a semana com variação negativa de 30,42% em relação aos níveis pré-pandemia. Com isso,  registrando melhor resultado desde a semana de 24 a 29 de março, quando teve baixa de 26,9%.

A última semana de março havia antecedido uma forte derrocada que atingiu seu ápice em meados de abril. Em meio às medidas de isolamento social para contenção da Covid-19, quando a demanda bateu variação negativa de 45,2%.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

Na comparação com a semana anterior, o índice teve melhora de 3,5 pontos percentuais. Os resultados foram impulsionados por uma alta significativa na demanda por cargas fracionadas, que contêm pequenos volumes.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here