O diesel encerra o mês de agosto com média percentual 23% mais cara do que o menor valor registrado no ano, que foi em janeiro a R$ 3,93.

O diesel encerra o mês de agosto com média percentual 23% mais cara do que o menor valor registrado no ano, que foi em janeiro a R$ 3,93. Com relação a julho, o aumento foi de 0,64% e o S-10 ficou 0,58% mais caro, sendo comercializado a R$ 4,888. Os dados são levantamento do Índice de Preços Ticket Log (IPTL).

Em todas as regiões do país, tanto o diesel comum como o S-10 apresentaram aumento no preço médio no fechamento do mês de agosto. No Nordeste, as altas foram mais significativas, de 0,85% para o comum e 0,68% para o S-10.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

Mas os valores médios mais altos estão na região Norte com o diesel comum chegando a R$ 5,039 e o S-10 a R$ 5,104. No Sul, foram registrados os valores mais baixos por litro, comum a R$ 4,467 e S-10 a R$ 4,498.

O diesel comum mais caro no país foi registrado no Acre a R$ 5,746, avanço de 0,47% com relação a julho. Já o preço médio mais baixo foi registrado a R$ 4,394 no Paraná. Nesse recorte por estado, o cenário é o mesmo para o diesel tipo S-10, sendo uma média de R$ 5,705 nos postos acreanos e R$ 4,424 nos postos paranaenses.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

Já os maiores aumentos nos preços médios ocorreram em Sergipe, de 2,54% para o comum e 1,43% no S-10. O valor médio recuou no Rio Grande do Norte, com 0,48% no diesel comum e 0,49% no S-10, em comparação com o fechamento de julho.

O IPTL é levantado com base no abastecimento realizado nos 21 mil postos credenciados da Ticket Log espalhados pelo país. A base de dados conta com 1 milhão de veículos administrados pela marca e uma média de oito transações por segundo.

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here