Pelo segundo mês consecutivo, as importações superam as exportações pelos portos do Paraná. Assim, em fevereiro, 1.946.654 toneladas de cargas entraram

Os operadores do Porto de Paranaguá projetam exportar 6,082 milhões de toneladas de granéis sólidos no primeiro trimestre de 2021. Dessa forma, a previsão representaria aumento de 11% em relação ao embarcado nos três primeiros meses de 2020 (5,47 milhões de toneladas).

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

“Para atender a essa demanda vamos precisar do Corredor de Exportação funcionando 100%. O objetivo é ter máxima produtividade nos três berços a leste do cais e ainda contar com o berço 201, no corredor oeste, e o berço 204”, disse o diretor de operações da Portos do Paraná, Luiz Teixeira da Silva Júnior, no comunicado.

De acordo com ele, os berços 201 e 204 tiveram aumento do calado (profundidade disponível para o navio utilizar quando carregado) para 12,5 metros em 2020. Além disso, um novo terminal deve começar a operar no Corredor Oeste de Exportação do Porto de Paranaguá nos primeiros meses de 2021.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

No Corredor de Exportação Leste do Porto de Paranaguá, os nove terminais privados e os dois públicos interligados esperam movimentar 4,717 milhões de toneladas de soja, milho e farelo no primeiro trimestre de 2021.
De soja, são esperadas quase 3,1 milhões de toneladas, pouco abaixo do exportado nos três primeiros meses de 2020 (3.348.522 toneladas). Por sua vez, o milho deve ter aumento de 60% na movimentação. Assim, a previsão é de embarques de 475,5 mil toneladas de janeiro a março. Em 2020, foram exportadas 297.802 toneladas do produto pelo Corredor Leste.
Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here