Cerca de 58% pneus de caminhões e carretas que trafegam diariamente pela Via Dutra (BR-116), entre São Paulo e Rio de Janeiro, são reformados.

Cerca de 58% pneus de caminhões e carretas que trafegam diariamente pela Via Dutra (BR-116), entre São Paulo e Rio de Janeiro, são reformados. O registro é de acordo com pesquisa realizada pelo Programa “Estrada para a Saúde”, em 138 veículos, entre caminhões e carretas, que passaram pela ação mensal de check-up dos itens de segurança dos veículos realizada pela concessionária NovaDutra e o Instituto CCR.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

Segundo a concessionária, em alguns casos, quando os materiais utilizados nos pneus reformados não possuem procedência, há risco de acidentes na rodovia, já que podem desprender da estrutura do pneu causando alguma ocorrência ou até mesmo instabilidade do veículo.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

A NovaDutra esclarece que para a reforma do pneu, é preciso atender às regras estabelecidas pelo estatuto do Conselho Nacional de Trânsito (Contran) e pelo INMETRO (Instituto Nacional de Metrologia, Qualidade e Tecnologia).

Fonte: Portal Estradas

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here