O estado do Paraná ficará um ano sem cobrança de pedágio em todas as rodovias. As cancelas foram liberadas no último fim de semana.
Foto: Giuliano Gomes/PR PRESS

O estado do Paraná ficará um ano sem cobrança de pedágio em todas as rodovias. As cancelas foram liberadas no último fim de semana. O motivo é que os contratos atuais com as concessionárias responsáveis foram encerrados.

Serviços de emergência como ambulâncias e guinchos não serão mais responsabilidade da Econorte, Viapar e Ecocataratas. Em caso de ocorrência os motoristas deverão ligar para a Polícia Militar e para os Bombeiros.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

O governo do estado e o Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (Dnit) ficarão responsáveis pela manutenção das rodovias estaduais e federais. Um novo leilão de concessão deve acontecer somente no fim do ano que vem e será baseado na proposta de menor tarifa.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

Pedágios desativados na última sexta (26): Jacarezinho, Jataizinho e Sertaneja (relativos à Econorte); Arapongas, Mandaguari, Presidente Castelo Branco, Floresta, Campo Mourão e Corbélia (relativos à Viapar) e São Miguel do Iguaçu, Céu Azul, Cascavel, Laranjeiras do Sul e Candói (relativos à EcoCataratas).

No sábado, foram liberados os pedágios de Prudentópolis/Relógio, Irati, Porto Amazonas, Imbituva e Lapa (relativos à Caminhos do Paraná), Balsa Nova, Palmeira, Carambeí, Jaguariaíva, Tibagi, Imbaú e Ortigueira (relativos à Rodonorte) e de São José dos Pinhais (Ecovia).

Fonte: Band

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here