De acordo com dados do Monitor de Ônibus SP, do Instituto de Energia e Meio Ambiente (IEMA), o número de passageiros no transporte coletivo paulista

De acordo com dados do Monitor de Ônibus SP, do Instituto de Energia e Meio Ambiente (IEMA), o número de passageiros no transporte coletivo paulista aumentou em fevereiro. Em média, 5,3 milhões de passageiros utilizaram os ônibus públicos da cidade em cada dia útil de fevereiro deste ano. Dessa forma, o número representa 300 mil passageiros a mais do que a média de janeiro de 2021.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

Com a ferramenta online é possível acompanhar indicadores do transporte público por ônibus paulistano. Desde maio de 2020, após os primeiros meses de maior adoção do distanciamento social, o número de pessoas se locomovendo por ônibus públicos tem aumentado gradualmente. Enquanto isso, a frota paulistana permaneceu com uma média de 12 mil ônibus circulando em dias úteis desde junho do ano passado.

Frota questionada

Usaram os ônibus públicos da cidade de São Paulo, em média, 4,7 milhões de passageiros em cada dia útil de setembro de 2020. Em outubro, 4,9; novembro, 5,1; dezembro, 5,0; e a mesma quantidade em janeiro. Tipicamente, menos pessoas utilizam o transporte público por ônibus nos meses de férias (dezembro e janeiro), o que explica as menores médias observadas no período. No entanto, era de se esperar um aumento de passageiros para fevereiro tendo como base a tendência recente.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

“Para evitar aglomerações no transporte público por ônibus, por que não manter minimamente a frota em sua capacidade operacional pré-pandemia?”, indaga David Tsai, pesquisador do IEMA.

“A frota está menor do que já foi no passado recente, imediatamente antes da pandemia de coronavírus chegar ao Brasil”, ressalta Felipe Barcellos e Silva, pesquisador do IEMA. Como a aglomeração pode favorecer a transmissão do vírus, seria importante aumentar a frota para evitar esse problema.

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here