A Associação Nacional das Empresas de Transportes Urbanos (NTU) divulgou nota questionando um estudo publicado por pesquisadores brasileiros da Universidade de São Paulo (USP) na revista Scientific Reports, do grupo Natures. Segundo a entidade, o estudo não permite tirar conclusões sobre o impacto dos ônibus nas emissões de poluentes, ao contrário do que foi divulgado.

Uma nota técnica foi publicada com uma análise do trabalho, suas metodologias e conclusões. Publicada no mês passado, a revista afirma afirma que ônibus e caminhões são responsáveis por cerca de metade da poluição atmosférica da região metropolitana de São Paulo, apesar de representarem apenas 5% da frota veicular.

“Para a NTU, o foco do trabalho é medir os volumes agregados de emissões dos diversos poluentes presentes na região metropolitana de São Paulo, não analisar a eficiência dos modos de transporte”, disse a nota, acrescentando que as conclusões extrapolam os fatos, pois nãose baseiam em um número limitado de pontos de coleta e não separam os ônibus dos caminhões e de outros veículos movidos a diesel nas análises.

Segundo a NTU, os ônibus urbanos poluem muito menos por passageiro transportado que os outros modos motorizados e a opção pelo transporte público iria reduzir o volume de emissões globais da cidade.

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here