Acaba de tomar posse a nova diretoria do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado de São Paulo – SETPESP. Assim, os executivos iniciam a

Acaba de tomar posse a nova diretoria do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado de São Paulo – SETPESP. Assim, os executivos iniciam a nova gestão com objetivo principal de retomar o movimento de passageiros. Atualmente, o setor apresenta queda acumulada de cerca de 60% a contar desde março deste ano.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

Segundo o presidente Gentil Affonso, “para ser superado, esse desafio vai requerer uma atuação conjunta das empresas, dos órgãos gestores do sistema, do Governo e da fiscalização, uma vez que o setor já vem há anos sofrendo contínua defasagem e agora, além da utilização de transporte ilegal e clandestino, enfrenta também a pandemia”.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

De acordo com os diversos estudos técnicos desenvolvidos pelo setor e apresentados ao Governo do Estado, a queda acumulada chega a 90% em seu pico e apresenta média, nos últimos seis meses, de 60%. “Vivemos uma situação crítica, já que, se por um lado oferecemos um serviço essencial para a população e temos que garantir sua disponibilidade, por outro continuamos onerados por toda a carga tributária que o sistema suporta, sem desonerações. Além disso, continuamos honrando as gratuidades de transporte para idosos e profissionais da segurança pública, por exemplo, o que não acontece com os ilegais e clandestinos”, ressalta Gentil.

 

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here