As multas por excesso de velocidade tiveram redução de 26% durante a pandemia nas três principais rodovias que cortam a RPT

As multas ao setor de transporte de cargas no país cresceu 28,7% no primeiro semestre, segundo levantamento da ANTT divulgado pela Folha de São Paulo. A arrecadação, porém, recuou 12% no período.

Segundo o órgão, o número maior de multas reflete a maior fiscalização eletrônica, com a instalação de mais sensores em locais de grande movimentação de caminhões neste ano. Outra medida é a colocação de chips eletrônicos em caminhões. O serviço de fiscalização tradicional, que ocorre por meio de blitze, continua.

Já a queda nos recursos arrecadados é parcialmente justificada pela greve dos caminhoneiros em maio. Houve menor circulação e aumento de penalidades menos graves, que influenciaram no resultado final.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here