O fluxo de navios nos Portos do Paraná está intenso. Por isso, a quantidade de embarcações atracadas e em operação beira a taxa de 100%
Operação no Porto de Antonina - Foto: Claudio Neves/Appa

Antonina, porto paranaense, teve um aumento de 180% na movimentação dos primeiros dois meses de 2019. A importação de fertilizantes pelo Terminal Portuário da Ponta do Félix (TPPF) cresceu de 62.221 toneladas, no primeiro bimestre de 2018, para 174.384 toneladas em 2019. “Essa alta representa a retomada das movimentações por Antonina. Esperamos que o crescimento se mantenha, principalmente com as melhorias previstas para o acesso aquaviário”, afirma o diretor-presidente dos Portos do Paraná, Luiz Fernando Garcia.

Leia também: Movimentação nos portos cresce 2,7% em 2018, segundo Antaq

A dragagem de manutenção do canal de acesso e bacia de evolução do Porto de Antonina já está contratada e deve iniciar em abril. Com a retirada de areia e sedimentos do fundo do mar, a profundidade que hoje é de 7,5 metros deve voltar aos 9,30 metros. “No próximo mês, iniciaremos mais uma campanha de dragagem e, com isso, os navios poderão carregar ainda mais produtos”, conclui Luiz.

Segundo Gilberto Birkhan, presidente da empresa responsável pelas operações, a expectativa é que as operações por Antonina se intensifiquem. “No final de 2018, tivemos um arranque muito forte nas operações, o que nos garantiu a retomada nas movimentações e que segue neste início de ano. Esperamos continuar nesse ritmo de crescimento para movimentar 1,5 milhão de toneladas de carga em 2019”, explica.

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here