De acordo com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, nesta sexta-feira (20), o fechamento de aeroportos não faz parte dos planos

De acordo com o ministro da Infraestrutura, Tarcísio Gomes de Freitas, nesta sexta-feira (20), o fechamento de aeroportos não faz parte dos planos do governo para conter o coronavírus.

Assim, o Freitas afirmou, à GloboNews, que a manutenção do transporte aéreo será essencial para o abastecimento de produtos no país, desde alimentos até equipamentos médicos que serão usados no socorro a doentes.

No entanto, ontem, o governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, chegou a determinar a suspensão de alguns voos para o estado carioca. De acordo com Witzel, a medida, segundo ele, valeria a partir de sábado (21).

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

No entanto, Freitas afirmou que a decisão anunciada por Witzel não tem validade. Já que um eventual fechamento de aeroportos só poderia ser decretado pela União.

“O próprio governador [Witzel] sabe que o decreto dele padece de legalidade. Tanto é que ele criou uma saída. Olha: ‘isso depende do aval da agência federal’. De certa forma, para jogar a responsabilidade na União”, afirmou o ministro da Infraestrutura.

Ainda mais, siga-nos no Instagram e fique informado sobre tudo que acontece no setor de transportes

“Não vai haver fechamento de aeroportos”, disse Freitas. “Realmente a competência é nossa. O serviço é essencial. Existem efeitos colaterais do fechamento desses equipamentos como nós já colocamos”, completou.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here