O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, disse que o governo estuda medidas para 'blindar' os caminhoneiros em relação as flutuações do diesel.

O ministro da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, disse que o governo estuda medidas para ‘blindar’ os caminhoneiros em relação as flutuações do diesel. Dessa forma, o executivo discutiu o assunto durante um evento promovido por uma corretora de investimentos nesta terça-feira (9). No entanto, Tarcísio negou a possibilidade de interferência na Petrobras.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

– É uma premissa. Não há nenhuma possibilidade de a gente interferir (na estatal). A gente pode tentar pensar em algumas medidas que são estruturais, são medidas de mais médio prazo, e que proporcionem alguma blindagem contra possíveis flutuações no combustível, sem obviamente interferir na política de preços da Petrobras – apontou.

Além disso, o ministro citou algumas medidas que poderiam beneficiar os caminhoneiros, como a flexibilização de pagamentos, aumento de segurança nas estradas e maior facilidade para uma contratação direta do serviço de transportes. Sobre o último ponto, o ministro afirmou que a ideia é modernizar o sistema.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

– A ideia é modernizar isso. Transformar, condensar todos esses documentos em um documento único, eletrônico, que o caminhoneiro vai portar no seu celular – ressaltou.

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here