Diante da paradeira do mercado de ônibus no Brasil, em decorrência da redução da atividade econômica provocada pelo coronavírus, a Mercedes-Benz decidiu dar plena atenção ao único segmento que registrou aumento das vendas de chassis, justamente por causa da pandemia. A montadora apresentou o chassi OF 1621, equipado com motor dianteiro, desenvolvido especialmente para as operações de fretamento.

“Todas as melhorias introduzidas no veículo buscaram alcançar um custo mais atrativo, observa Walter Barbosa, diretor de Vendas e Marketing Ônibus da Mercedes-Benz do Brasil. ”Porém, sem abrir mão do maior número possível de assentos, para permitir o transporte dos passageiros com distanciamento e segurança”, completa.

Nas contas do executivo, o resultado foi a redução de cerca de 5% no preço de tabela do chassi, sem revelar valores. E, sem contar a carroceria que também poderá sofrer um abatimento de custo, por conta das melhorias agregadas ao produto.

Plug and play

Com efeito, os aperfeiçoamentos no novo OF 1621 incluíram mudanças no quadro, nas conexões, nos sistemas de combustível, de arrefecimento e de freios, entre outros. Todo o trabalho de desenvolvimento foi centrado na redução da quantidade de retrabalho no chassi, na fase de encarroçamento, dentro do conceito plug and play. “Isso significa que o novo chassi OF 1621 já vem pronto para encarroçamento, assegurando maior rapidez, menor interferência e menor reposicionamento de componentes”, enfatiza Orlando Zibini, que trabalha na área de marketing de produto da Mercedes-Benz.

O novo modelo do portfólio da marca vem com PBT (peso bruto total) de 16,5 toneladas e está equipado com motor OM 924 LA de 208 cv – o mesmo do OF 1721 – associado ao câmbio MB G-85 de seis velocidades. A novidade pode receber carroceria de até 12,55 metros de comprimento, que possibilita a instalação de até 48 assentos mais o DPM (Dispositivo de Poltrona Móvel), para uso de cadeirantes e pessoas com mobilidade reduzida.

Entre as melhorias incorporadas ao OF1621, destaque para o encurtamento dos balanços dianteiro e traseiro. A mudança no dianteiro facilita a manobra nas cidades, especialmente no interior dos bairros, essencial no fretamento contínuo. Já o encurtamento da traseira  vai permitir a instalação de bagageiro passante, além da melhor acomodação do estepe.

Uma outra novidade do Mercedes-Benz OF 1621 é a adoção do entre-eixo de 5.950mm, ante a versão anterior de 5.250 mm. A novidade permitiu acomodar os equipamentos como o tanque de combustível de 300 litros, o tanque de ARLA, baterias, sistema de pós-tratamento dos gases de escape e preparação para ar condicionado, alguns dos quais antes estavam posicionadas na parte traseira do chassi. Com a mudança, não haverá mais a necessidade de retrabalhos de corte das longarinas e do cardan para alongamento do chassi.

 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here