A fronteira entre Corumbá e as cidades bolivianas de Puerto Quijarro e Puerto Suárez, amanheceu nesta terça-feira (12) bloqueada para o tráfego

A fronteira entre Corumbá e as cidades bolivianas de Puerto Quijarro e Puerto Suárez, amanheceu nesta terça-feira (12) bloqueada para o tráfego do transporte de cargas. Dessa forma, já foram registrados 57 pontos de bloqueio na Bolívia, de acordo com o boletim da Polícia, que colocou à disposição 9 mil militares fardados desde as 5h para evitar o corte de estradas principais, em frente ao protesto do transporte público.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

Segundo o site Diário Corumbaense, os manifestantes pedem a prorrogação do pagamento de empréstimos bancários por mais seis meses do setor do transporte pesado. Os manifestantes alegam não ter condições de pagamento em função das complicações econômicas da covid-19.

No ano passado, o governo de transição estabeleceu o adiamento do pagamento dos empréstimos até janeiro deste ano. Assim, buscando amenizar a economia dos diversos setores, afetados pelas restrições que foram implementadas para impedir o avanço do coronavírus.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

“Se a cultura de pagamento não for normalizada, os bancos terão dificuldade em continuar emprestando para outros tomadores que também precisarão de recursos. O sistema financeiro pode ser visto em perigo”, garantiu a autoridade.

Fonte: Campo Grande News

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here