A Librelato informa que fechou este mês sua primeira exportação para a África. Assim, a fabricante enviará dois conjuntos de carrocerias e reboques sider

A Librelato informa que fechou este mês sua primeira exportação para a África. Assim, a fabricante enviará dois conjuntos de carrocerias e reboques sider para uma transportadora de bebidas sediada em Ruanda, a Sorwatraco, que atende rotas do país para a Tanzânia, também situada no Leste Africano. Os implementos foram montados no destino sobre caminhões fabricados na Alemanha.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

De acordo com José Carlos Sprícigo, CEO da Librelato, o negócio sinaliza o início de uma longa parceria com empresas de transporte em operação no continente africano. “A Sorwatraco já encomendou outros implementos que serão entregues em breve”, sinaliza. “Essa venda irá reafirmar a qualidade de nossos produtos e nos impulsionar a alçar novos voos pelo mercado externo”, afirma.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

Além disso, Sprícigo lembra que a prospecção de clientes na África faz parte do projeto de expansão das exportações da Librelato. Assim, abrindo novos mercados também na América do Sul por meio do MoveBrazil, Programa de Internacionalização da Indústria de Implementos Rodoviários, lançado há três anos com organização da associação dos fabricantes de implementos, a Anfir, e a Apex-Brasil, Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos.

“As exportações são extremamente importantes para nossos resultados. Pois durante os altos e baixos do mercado interno esta atividade nos ajuda a manter um ponto de equilíbrio nos negócios”, destaca Sprícigo. Até o fim do ano a empresa espera enviar 400 equipamentos ao exterior, atendendo clientes em países como Chile, Paraguai, Uruguai, Bolívia e Ruanda, entre outros.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here