De acordo com dados da Tendências Consultoria Integrada, houve um pequeno crescimento de 0,1%, descontados os efeitos sazonais, no Índice ABCR

As passagens de veículos pelas praças de pedágio em janeiro ficaram praticamente estáveis em relação a dezembro de 2019. De acordo com dados da Tendências Consultoria Integrada, houve um pequeno crescimento de 0,1%, descontados os efeitos sazonais, no Índice ABCR de Atividade da Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR).

Ainda mais, siga-nos no Instagram e fique informado sobre tudo que acontece no setor de transportes

O índice mede o fluxo de veículos nas estradas sob concessão. Sendo assim, é considerado importante indicador antecedente de produção industrial. Assim, projetando a movimentação de cargas pelos veículos pesados, e termômetro de renda, pelo volume de circulação dos veículos de passeio.

Seguindo a mesma base de comparação, mensal e dessazonalizada, o índice de fluxo de veículos leves nas estradas com pedágio apresentou queda de 0,3%. Por outro lado, o de pesados avançou 1%.

De acordo com Thiago Xavier, analista da Tendências Consultoria, a estabilidade é um bom indicativo. “Em janeiro, o indicador total de fluxo manteve-se praticamente estável considerando as métricas de curtíssimo prazo. Especificamente na série dessazonalizada, a estabilização do índice total representa interrupção das perdas nos últimos meses”.

Na comparação de janeiro deste ano com igual mês no ano passado, o fluxo total de veículos pelas estradas administradas pela iniciativa privada ficou estável. A circulação dos leves recuou 0,2% e a dos pesados cresceu 0,5%.

No acumulado de doze meses encerrados em janeiro, o fluxo total de veículos pelas praças de pedágio cresceu 3,3%. O dos leves aumentou 3,2% e o dos pesados, 3,8%.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here