De acordo com a Associação Nacional dos Transportadores de Cargas (ANUT), a entidade solicitará ao governo federal, entre outras medidas, a suspensão temporária da cobrança

O índice ABCR de atividade de veículos pesados referente a outubro de 2019 apresentou crescimento de 1,4% no comparativo com setembro. Os dados considerados são sempre dessazonalizados. O índice ABCR mede o fluxo pedagiado de veículos nas estradas é construído pela Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias – ABCR, juntamente com a Tendências Consultoria Integrada.

Com um crescimento um pouco menor o fluxo de veículos leves apresentou alta de 1,0%. já o de pesados avançou 1,4%. De acordo com Thiago Xavier, analista da Tendências Consultoria, fala sobre o constante crescimento.

“Os indicadores de fluxo de pedágio seguem apresentando sinais disseminados de crescimento. Pontualmente em outubro, vale destacar que o feriado do dia 12 também contribuiu para aumentar o fluxo de veículos nas estradas concessionadas, especialmente de leves. Quanto à estrutura de custos importante fator ao fluxo mensal de veículos, ainda é possível ressaltar a trajetória de desaceleração de preços de combustíveis. Para o próximo mês, destaca-se o reajuste negativo do diesel anunciado pela Petrobrás às refinarias, o que deve favorecer especialmente os veículos pesados”, destaca o analista.

Comparado ao mesmo período de 2018, o índice total cresceu 6,3%. O fluxo pedagiado de veículos leves registrou alta de 6,5%, enquanto o fluxo de pesados cresceu 5,8%. O quadro geral dos indicadores de fluxo de pedágio revela crescimento nas principais comparações de curto prazo, dinâmica que converge com outros sinais econômicos que apontam que a atividade, após um fraco início de ano, tem sustentado maior ritmo de desempenho”, diz Thiago.

Índice ABCR Brasil

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here