O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), afirmou que deve utilizar R$ 15 bilhões destinados a subsídios para zerar os impostos do diesel

O presidente da República, Jair Bolsonaro (sem partido), afirmou que deve utilizar R$ 15 bilhões destinados a subsídios para zerar os impostos do diesel (PIS e Cofins). Recentemente, o presidente havia acenado com a possibilidade de zerar os impostos do combustível mais utilizado do país, com objetivo de diminuir seu preço nas bombas.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

Segundo Bolsonaro, ele tem conversado com o ministro da Economia, Paulo Guedes, e com o secretário da Receita, José Barroso Tostes Neto, sobre o tema. “Vamos pegar esses R$ 15 bilhões e abater nos R$ 19 bilhões que arrecadamos de PIS e Cofins”, disse. Entretanto, ele não especificou quais subsídios seriam cortados para bancar a operação.

“O que geralmente é feito com esse dinheiro? Vai para o Tesouro. Quando vai para o Tesouro, não vai para nós porque tem o teto de gastos, então é dinheiro que vai para abater dívidas”, afirmou o presidente à Rádio Jovem Pan Maringá – PR. A ideia do Governo é zerar esses impostos para 2022, como um aceno aos caminhoneiros que já manifestaram descontentamento com o alto preço do diesel em algumas ocasiões nos últimos meses.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

Em conversa com representantes da categoria no último dia 6, no Palácio do Planalto, Bolsonaro disse: “temos que buscar maneiras de reduzir o máximo possível”. “Eu não gosto de falar em promessas, mas eu gostaria de zerar o imposto federal do diesel a partir do ano que vem. Não posso garantir que será feito, digo, não é uma promessa, é um estudo”.

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here