O Governo Federal, através do Ministério da Infraestrutura decidiu intervir e pedir para que os trabalhadores do Porto de Santos mantenham suas atividades

O Governo Federal, através do Ministério da Infraestrutura decidiu intervir e pedir para que os trabalhadores do Porto de Santos mantenham suas atividades até segunda ordem. O sindicato dos estivadores e diversos integrantes da categoria têm mostrado preocupação com a pandemia do coronavírus, e por isso, ameaçaram abandonar seus postos.

Ainda mais, siga-nos no Instagram e fique informado sobre tudo que acontece no setor de transportes

No entanto, após uma série de reuniões nessa quarta, o governo conseguiu garantir o funcionamento das operações pelo menos até uma nova decisão na sexta-feira. De acordo com a primeira nota emitida pelo sindicato que circulou entre os estivadores de Santos no começo da noite desta terça-feira (17), os trabalhadores do Porto, através do Sindestiva, afirmaram estar preocupados não só com os seus trabalhadores e familiares, mas com toda a população da Baixada Santista devido à pandemia que foi decretada pela Organização Mundial da Saúde (OMS).

Na sequência, a nota recomendava a paralisação das atividades portuárias na cidade. Segundo a nota, as atividades são uma porta com o mundo e o contato com as tripulações dos navios é inevitável.

A situação mudou durante o dia após o Ministério da Infraesturura e integrantes das operadoras do Porto de Santos terem entrado em contato com o sindicato e os estivadores pedindo para que os trabalhos não fossem paralisados. Em contrapartida, as autoridades prometeram realizar mais adequações ao cais santista com a promessa de tentar minimizar os riscos de uma eventual proliferação do vírus entre os trabalhadores no Porto durante suas atividades de movimentação de cargas.

Dentre algumas das promessas feitas pelo Governo Federal estão a melhora nas condições de trabalho, distribuição de álcool gel e disponibilização de máscaras para os profissionais que realizam contato direto com materiais e outras pessoas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here