Para ministro da Ciência, atual nível de exigência é muito pequeno

Para ministro da Ciência, atual nível de exigência é muito pequeno

O ministro da Ciência, Tecnologia e Inovação, Aloizio Mercadante, disse na sexta-feira, 9, que o governo brasileiro vai aumentar a exigência de conteúdo nacional para as indústrias automotiva e de tecnologia. Segundo ele, o primeiro setor a ser atingido é o automotivo, que passa por fase de conclusão de estudos. “A presidenta (Dilma Rousseff) tem a determinação de aumentar o conteúdo local das indústrias estrangeiras que entram no País”, afirmou o ministro durante encontro com a Associação Brasileira da Indústria Elétrica e Eletrônica (Abinee), na capital paulista.

Mercadante classificou como pequena a porcentagem de 65% de exigência de conteúdo nacional nos carros fabricados no Brasil, como prevê a regra atual para que as montadoras deixem de pagar até 30 pontos porcentuais a mais de Imposto sobre Produtos Industrializados (IPI) sobre produtos importados. “O Brasil tem espaço para exigir mais conteúdo nacional. Na China, essa exigência é de 90%. O que exigimos aqui, 65%, está aquém do exigido pelo Nafta (Tratado Norte-Americano de Livre Comércio)”, disse.

Agência Estado

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here