O fluxo de veículos em estradas com pedágio continuou a se recuperar em agosto.De acordo com o Índice ABCR, desenvolvido pela

O fluxo de veículos em estradas com pedágio continuou a se recuperar em agosto.De acordo com o Índice ABCR, desenvolvido pela Associação Brasileira de Concessionárias de Rodovias (ABCR) e pela Tendências Consultoria Integrada, o movimento de veículos em estradas com pedágio subiu 11,2% em agosto ante julho, com ajuste sazonal.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

O resultado foi liderado pelo movimento de leves, que avançou 18,5%, enquanto o de pesados cresceu 1,8%. No entanto, veículos pesados já se aproximam de números iguais ao de antes da pandemia do novo coronavírus.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

Se comparado a agosto de 2019, o fluxo agregado ainda caiu 10,6%. Entretanto, a diferença se dá praticamente somente pelo movimento de leves (-14,30%), já que o de pesados mostrou estabilidade. No ano, há queda no fluxo total de 17,8% (-22,3% de leves e -4,0% de pesados. Da mesma forma, em 12 meses, o recuo é de 10,60% no fluxo de veículos em estradas com pedágio (-13,6% de leves e -1,4% de pesados).

A analista da Tendências Andressa Guerrero destaca que o fluxo de pesados mostrou mais resistência às circunstâncias da pandemia por causa da “continuidade da demanda por bens essenciais, além da manutenção do auxílio emergencial, o que representou impulso adicional a bens de consumo”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here