A exportações brasileiras no setor da agropecuária cresceram 52,48% em dezembro do ano passado com relação a novembro, pela média diária.

Falta de contêineres deixa 40% das cargas brasileiras de carne suína e de frango paradas nos portos do país. A informação foi divulgada na última quarta (29) pelo coordenador do Grupo de Logística da Associação Brasileira de Proteína Animal (ABPA), José Perboyre, durante coletiva de imprensa realizada pela entidade que representa o setor.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

Esse problema vem sendo causado pela ruptura no fluxo de comércio internacional durante a pandemia de Covid-19. Desse modo, gera alteração nas rotas dos navios e redução na disponibilidade de contêineres.

“Para ser bem conservador, 40% das nossas carnes estão paradas hoje nos nossos portos. Tem fretes pra Ásia que levam oitenta dias para chegar lá e às vezes um contêiner chega a ficar 25 dias parado”, relatou Perboyre.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

De acordo com o presidente da ABPA, Ricardo Santin, a associação entregou ao governo federal uma carta assinada por diversas outras entidades do setor solicitando medidas emergenciais. O objetivo, segundo ele, é criar centros logísticos nos portos com maior capacidade de dragagem e calado no país.

Fonte: Globo Rural

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here