A Câmara dos Deputados aprovou nesta 4ª feira (26.ago.2020) auxílio federal de R$ 4 bilhões para Estados e municípios com mais de 200 mil habitantes

De acordo com projeções feitas com um modelo matemático desenvolvido na Unicamp (Universidade Estadual de Campinas),a adoção de “lockdown” obrigatório no estado de São Paulo será inevitável caso o nível de isolamento social não suba significativamente nas próximas semanas, começando já nesta terça-feira (12).

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

Entre os dias 8 e 10 de maio, foram registrados, em média, 1.839 novos casos diários de COVID-19 em todo o estado, sendo 1.033 somente na capital. Sendo assim, se mantida a taxa de contágio observada nos 30 dias anteriores a 10 de maio, no final de junho São Paulo contabilizará 53,5 mil novas infecções por dia. Além disso, em torno de 20,8 mil casos diários sãki previstos apenas no município de São Paulo.

Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

Nesse período, estima-se que o número de novos casos dobre a cada 11,5 dias para o estado e a cada 12,9 dias para a capital, nas próximas semanas.

O cálculo foi feito considerando-se os dados reais de crescimento do número de casos ao longo do último mês, que indicam uma taxa de contágio de 1,49 para o estado e de 1,44 para a cidade de São Paulo.

Ou seja, no final de abril, cada 100 paulistas infectados transmitiam o novo coronavírus para quase 150 pessoas, em média. Tudo isso ao longo de 7,5 dias em média.

Segundo o matemático Renato Pedrosa, professor do Instituto de Geociências da Unicamp, “Essas projeções têm grande chance de estarem subestimadas. Já que pois o nível de isolamento vem caindo desde o início de abril. Além disso, entre 5 e 9 de maio, não ultrapassou 50%, o que provocará o aumento da taxa de contágio”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here