Entidades que representam os caminhoneiros se reuniram na tarde deste sábado (18/9) para discutir as pautas de interesse da categoria. De acordo com nota

Entidades que representam os caminhoneiros se reuniram na tarde deste sábado (18/9) para discutir as pautas de interesse da categoria. De acordo com nota divulgada após o encontro, a Confederação Nacional dos Trabalhadores em Transportes e Logística, o Conselho Nacional do Transporte Rodoviário de Cargas e a Associação Brasileira de Condutores de Veículos Automotores listaram oito pautas que foram reivindicadas pelos caminhoneiros.

LEIA MAIS: Acompanhe o impacto da pandemia de coronavírus no transporte rodoviário de cargas e passageiros

Os destaques , no entanto, ficaram para a política de preços em relação ao diesel da Petrobras e a defesa do preço mínimo de fretes. Segundo documento, ainda hoje, 20, a categoria deve enviar ofícios ao Supremo Tribunal Federal (STF) solicitando agendas com os ministros da Corte.

“O objetivo do encontro com os ministros é de levar informações importantes para colaborar com esclarecimentos, além de pedir ao Supremo a inclusão das ações que discutem a matéria em pauta de julgamento ainda esse trimestre”, diz a nota das entidades.
Ainda mais, fique por dentro das notícias através das nossas redes sociais: Instagram e Twitter 

Segundo líderes da categoria, o pagamento do piso mínimo não é cumprido pelas empresas que contratam o transportador autônomo uma vez que se apoiam na ação que está parada no Supremo como justificativa.

Fonte: Metropoles

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here