A Fenabrave divulgou hoje (2), durante coletiva de imprensa, o desempenho dos emplacamentos de veículos no mês de junho e um balanço do primeiro semestre.

A Fenabrave – Federação Nacional da Distribuição de Veículos Automotores divulgou hoje (2), durante coletiva de imprensa, o desempenho dos emplacamentos de veículos no mês de junho. Juntamente com o resultado do acumulado do primeiro semestre de 2019.

De acordo com a entidade, foram vendidos 1.919.047 veículos no primeiro semestre deste ano. Entre automóveis, comerciais leves, caminhões, ônibus, motocicletas, implementos rodoviários e outros. Dessa forma, representando um crescimento de 13,45%, na comparação com o mesmo período do ano passado.

Apenas em junho, as 316.475 unidades vendidas representaram alta de 10% ante igual mês de 2018. No entanto, o resultado, se comparado ao mês de maio de 2018, representa queda de 11,7%.

Para o Presidente da FENABRAVE, Alarico Assumpção Jr, a queda está, diretamente, atrelada aos dias úteis de vendas. “Em junho, tivemos três dias úteis a menos para emplacamentos, com relação a maio, o que reduziu os volumes. Contudo, as vendas diárias, nesses períodos, cresceram 2,23%. O que nos mostra um cenário positivo, passando de 15.612 unidades, em maio, para 15.961 unidades em junho”, explicou o Presidente da Federação.

Mercado de Caminhões

O mercado de caminhões registrou alta de 44,93% nas vendas do primeiro semestre de 2019, sobre mesmo período de 2018. Assim, totalizando 46.867 unidades.

Em junho, os 7.804 caminhões emplacados ficaram 36,2% acima do volume comercializado no mesmo mês de 2018. No entanto, 15,46% abaixo das vendas de maio de 2019.

Leia também: Fenabrave revê previsão de vendas de caminhões e ônibus

“O mercado de caminhões, mesmo atrelado ao PIB, que vem caindo, manteve o ritmo de recuperação. Contudo, no último mês, observamos algumas postergações de compra, por conta das incertezas políticas. Por isso, foi gerada uma retração nas vendas mensais”, comentou Sérgio Zonta, Vice-Presidente da FENABRAVE para o segmento de Caminhões, Ônibus e Implementos Rodoviários.

Outros Segmentos

Seguindo o ritmo de recuperação, observado em caminhões, o segmento de Implementos Rodoviários registrou alta de 58,81% nos licenciamentos do primeiro semestre deste ano, frente a igual período do ano passado. Dessa forma, totalizando 30.840 unidades, contra 19.420 emplacamentos registrados em 2018.

Em junho, os emplacamentos somaram 5.248 unidades, marcando alta de 40,81% em relação ao mesmo mês do ano passado. No entanto, com retração de 13,54% na comparação com maio de 2019. Na avaliação de Zonta, a renovação de frota tem incentivado as vendas. Embora o segmento também tenha sentido impactos das incertezas políticas, que afetaram a economia.

As vendas de Ônibus registraram forte crescimento no primeiro semestre. Atingindo 71,36% sobre o acumulado de 2018, somando 12.403 unidades. Segundo Zonta, o “Programa Caminho da Escola” e a renovação de frota de modelos rodoviários e urbanos impulsionaram o mercado.

De acordo com os dados da Fenabrave, o segmento de Tratores e Colheitadeiras teve variação pequena. Foram vendidos, de janeiro a junho, 20.750 unidades, numa retração de 0,53% ante igual intervalo do ano passado.

Para Marcelo Nogueira, Vice-Presidente da FENABRAVE para estes segmentos, o mercado não deve reagir positivamente. Mesmo com os recursos liberados para os programas de compra de máquinas, contemplados pelo Plano Safra. “Embora o setor agrícola tenha projeção de crescimento na área plantada para a próxima safra, os recursos destinados para a compra de máquinas serão insuficientes, novamente. O ideal seria algo em torno de R$ 12 bilhões. Entretanto, teremos apenas R$ 9,6 bilhões”, lamentou Nogueira.

Confira os números divulgados pela Fenabrave:

Dados de emplacamentos divulgados pela Fenabrave em ref ao mês de Junho de 2019

 

Compartilhe nas redes sociais

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here