O e-Delivery será o primeiro caminhão elétrico desenvolvido e a entrar em produção, em 2020, no Brasil. O modelo tem 14 toneladas

O e-Delivery será o primeiro caminhão elétrico desenvolvido e a entrar em produção, em 2020, no Brasil. O modelo tem 14 toneladas e é concebido na configuração 6×2. Além disso, traz novo conjunto de trem de força e arquitetura modular para atender todo o portfólio de veículos comerciais elétricos Volkswagen.

Ainda mais, confira tudo que está rolando na Fenatran com a nossa cobertura especial Focus On Fenatran

O motor elétrico entrega até 260kW de potência com autonomia de até 200 km, variando de acordo com as condições de operação. A recarga das baterias pode ser realizada de forma flexível (30% em 15 minutos ou 100% em 3 horas). Dessa forma, visando atender às mais variadas demandas da operação, bem como a disponibilidade de infraestrutura.

Ainda mais, o e-Delivery 14  toneladas também traz sistema de leitura inteligente da massa transportada pelo veículo. COm objetivo de ajustar o consumo de energia, em conjunto com o Eco-Drive Mode. Chassis, rodas e pneus seguem as características tradicionais e toda robustez da nova linha Delivery, compartilhando componentes da plataforma para garantir a sinergia e escala de componentes também com a família diesel, visando à consequente redução de custos.

Menos ruído e máxima performance

Além de baixíssimo nível de ruído e emissões zero, o conforto é assegurado pelo exclusivo sistema de suspensão a ar. Tornando a experiência a bordo muito mais confortável, reduzindo a fadiga e colaborando para o aumento da produtividade da operação.

Para maximizar a performance do e-Delivery, o freio possui sistema dinâmico de regeneração. Portanto, é capaz de recuperar até 35% da energia durante a frenagem, que será utilizada para recarregar as baterias. O freio regenerativo atua combinado ao freio de serviço, de maneira a prover máxima desaceleração do veículo e menor desgaste dos componentes, o que reduz fortemente o custo de manutenção e aumenta a disponibilidade do veículo na operação.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here